Aprender - O portal de ensino superior

Corpo Discente

Aluno desenvolve software para operar radar

16/11/2007

O Brasil será o quarto país do mundo a dominar a tecnologia para operar radares. Uma pesquisa realizada pela UnB (Universidade de Brasília) e pelo Comgar (Comando Geral de Operações Aéreas), da FAB (Força Aérea Brasileira), desenvolveu um software que aumenta em oito vezes a captação de informações do sensor. Segundo agência de notícias da UnB, o nível de detalhamento alcançado permite detectar de forma automática pistas de pouso clandestinas, áreas de desmatamentos, de plantações e refinamento de drogas, por exemplo. Sem a ferramenta, a análise dessas informações demora meses.

Com a importante descoberta, o país passa a fazer parte do seleto grupo de nações que dominam a tecnologia para captar informações em sensores. Até então, apenas os Estados Unidos, o Canadá e a Alemanha detinham a tecnologia. "Contribuirá muito para o país, pois permite extração de dados complexos e de alta resolução", afirma o tenente-coronel aeronáutica autor do trabalho e aluno do doutorado do IG (Instituto de Geociências) da UnB, Nilo Sérgio de Oliveira Andrade (foto). Ele apresentou os primeiros resultados da tese em 13 de novembro, e deverá concluir o estudo em 2008.

O salto na capacidade de deter informações é de 3m para 40cm - quanto menor a medida, mais detalhes são captados. Desde 2003, o Brasil utiliza aviões com os sensores, mas sem o software para a extração dos dados o potencial é reduzido. Eles são operados pelo Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia).

 "Essa é uma pesquisa de ponta. Com a tecnologia as imagens passam a ter maior resolução e alvos precisos. Para a região, isso significa maior possibilidade de vigilância. As áreas de desmatamento poderão ser detectadas de imediato", explica o professor do IG e orientador da tese de doutorado, Antônio Nuno.

Foto: Rodrigo Dalcin/UnB Agência

  • Currently 20; ?>/ TOTALSTARS
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicidade

CM Consultoria

Relacionados

Copyright 2007 - CM Consultoria - Todos os direitos reservados